Balcão

Bom, neste espaço, quem puxa conversa é você!

***

Apresentamos nosso barman, Guilherme Moura – uma espécie de moderador e relações públicas do Café Bossa Nova!

Exponha sua opinião, conte suas mágoas, piadas, trocadilhos, casos, relatos, enfim, tudo o que o “ouvido” do “Beira-Mar” (apelido do Moura) suportar…

27 responses

26 05 2009
Joyce

Excelente idéia… Principalmente no meu momento atual que creio ser compartilhado de muitos futuros visitantes: ano de formatura, vida “monogâmica” (eu e a monografia). Amigos até enviam recados breves com frequência e eu respondo ainda mais breve, pois não há tempo, não há tempo para sentir saudade, mas sabe se lá como ela se instala mesmo assim e se mistura a sentimentos diversos e a um
emaranhado de dúvidas: “o que fazer com esse diploma? será que eu adio esse momento? será que eu estou preparada para o que virá agora? será que eu recomeço em outros planos? (…) Que medo, que angústia… e ao mesmo tempo que alívio: está acabando!”. Por favor, digam que eu não sou a única “bala perdida” por aqui! Risos…
Beijos

13 06 2009
Lucas

– Senhor, me vê uma xícara de café, com uma certa dose de indiferença, pois tenho um problema, estou em dúvida se a medida de amar é amar sem medidas, ou se o amor pode ser medido ou ainda, se vale a pena medir o amor…enfim, é melhor não demorar com o café, preciso me esquentar da porta deixada aberta lá fora…

4 07 2009
Lídia

Meu papo pra puxar é quase nenhum, é mais um puxa-saquismo bom, pra elogiar esses garotos e garota(Maria- é a Pri?) que estão encabeçando este blog, que está demais, com um formato menos convencional e mais via de mão-dupla. Parabéns!

8 07 2009
Guilherme

Me vê uma cerveja.

Comer,beber,e amar… O resto não vale um níquel.
( LORD BYRON)

21 07 2009
Nana Andrade

Eu não sei bem que pedir..o que tem de mais demorado…pra pensar?
O café..logo esfria, cerveja não..esquenta. Cachaça…hum não, esquenta de mais por dentro, vai levar tudo com ela…quero algo demorado…sultil que embebede meus pensamentos que são tantos, tontos..tolos
É talvez um vinho, sim um vinho cairia bem. Suave por favor….bem feminino, como a alma, ou nem.. Porque de que adianta a alma ser feminina, se feminino é masculino!!
O vinho já vem?
Vou Ficar aqui…com o vinho posso amanhecer, confesso que queria poecer…
Não, não tem….O sol poente vai bem? Hum confesso que não gosto, se o sol não “SE” amanhece, porque “SE” põe? Em quem??
Posso pagar com 1 vintém?
Sim porque não sou dessa época, a frente talvez, não sei…
Não sou, não vou, não dou, não tou… Ah vinho vicios de moraes!!!
HIbernarei aqui…porque espero um homem
parir o rei para a borralheira virar cinderela..é talvez
Agora, depois do vinho o desdém
Vou falar serio….estive espiando alguém…
não vim pru café….entretanto o vinho caiu bem.
aGoR@ vOu INdo….Já sInTo O efEIto, pERDi O tReJEiTO…
PaGar.. hEim????
( Viajei aqui…ia esrever coisa rapida, acabei fazendo um agrado a este site com cara de mim… de mim docê, de mim homem…profano e sagrado

30 08 2009
Nana Andrade

Olá!,
Voltei, lembra-se de mim?
Não?
Provavelmente porque última imagem que tem de mim, era de uma mulher bebada…
Sim sai daqui cambiando as pernas…embreagada de vinho
Demorei a voltar para que me esquecesse mesmo
Não queria ficar sendo difamada
Mas pelo visto ninguém mais esteve neste balcao depois de mim…
Espantei a freguesia?
Hoje, sábado, meia noite e onze, estava em casa,
tentando fazer o que minha orientadora academica pediu
Quem conhece a hierarquia sabem como funciona pedido de professor neh
Ele pede
Voce obedece.
Afinal se fosse pedido você poderia dizer: Ah hoje não, amanha quem sabe
Qd tiver mais intimidade, porque vc num faz?
Enfim…Mas estava hj fazendo o que ela chama de mapeamento historico…
Garçom, cai num labirinto..eh vou e volto e o pior sei que é esse o caminho certo, sim..porque não há outro.
Resolvi então sair um pouco, da cruel realidade e me espairecer aqui, curtindo uma boa foto, boas notícias e beber?
Não..hj não..preciso retornar aos meus estudos.
Sei que vc vai deve tah pensando lah vem aquela vinhoolatra
É assim mesmo…Ainda que eu esteja bem vestida,
Ainda que eu te mostre meu dominio sobre a bossa nova
Ainda que eu discuta filmes de Benine,
Ou que recite Neruda.
Possa até dizer os nomes dos candidatos que votei na última eleição,
Dos militares nos anos 60,
parlare in Italiano,
e te contar a historia de Chico.
Serei-te sempre a vinhacheceira, ou no máximo uma convertida!
Sim, não adianta negar, percebo soh de olhar.
Ok o pior que a única coisa que posso fazer
para que mude alguma coisa no seu modo de pensar
é rezar: Pai ele não sabe o fala.
A sociedade burguesa nos educa para os extremos
Ou se é muito conservador, e vive o trabalho em detrimento do prazer
Ou sé é um liberal, e vive o prazer do trabalho
enfim…a industria que manda….prdução, produção
Portanto, rechaçados, cahaçamos
Cachaçados, rechaçamos
Bom…agora meia noite e trinta e seis minutos….
Vou-me indo…
Outro dia eu volto….pra
Em bebi mi descer
Outro dia volto pra
Em bebi ti descer

30 08 2009
Nana Andrade

Gente, desculpa os erros de digitação, é a pressa, o garçom é testemunha de que não bebi

3 09 2009
Guilherme

Me vê um copo de leite a la Chapolin!

Vou ler um poema de Drummond:

Amor e seu tempo

Amor é privilégio de maduros
estendidos na mais estreita cama,
que se torna a mais larga e mais relvosa,
roçando, em cada poro, o céu do corpo.

É isto, amor: o ganho não previsto,
o prêmio subterrâneo e coruscante,
leitura de relâmpago cifrado,
que, decifrado, nada mais existe

valendo a pena e o preço do terrestre,
salvo o minuto de ouro no relógio
minúsculo, vibrando no crepúsculo.

Amor é o que se aprende no limite,
depois de se arquivar toda a ciência
herdada, ouvida. Amor começa tarde.

5 09 2009
Damy '

Quando se tem sede pede-se algo para beber,
no meu caso não peço nada,pois me embebedo de saudade,
Saudade não sei bem de que,
talvez da doce infancia
ou da amarga adolescencia,
talvez da salgada velhice que ainda não alcancei,
talvez dos sonhos que ainda não sonhei…
não quero dizer muito de mim,porque já sei tudo de ti
não quero me expressar em palavras,sem que antes leia meus olhos…
talvez eu não seja entendida pelos sábios e cultos,
mas me basta que seja ouvida pelos mais simples,pelos de coração puro…
hoje não queria fazer poesia,sou poeta sem rima,sem rumo …
estou aqui em testemunho,da saudade que todos sentem,
que todos querem sentir,
saudade de tempos bons que todos viveram e eu tambem vivi .

6 09 2009
Nana Andrade

Peço licença ao garçon, para saudar essa ilustre visitante, lah do norte minas, sangue do meu sangue.
Essa pequena grande poetiza Damy é meu rouxinol que movida por um desejo egoista gostaria de te-la em minha gaiola…Eh meu sonho, meu anjo, minha pequena.
Que linda visita temos neste balcao,
uma poesia viva, bocaiuvense, que expressa a saudade: sede que nunca cessa.
Adorei meu anjo continue se eneredando pela poesia, se confiar nela ela te fara sentir o rumo
BJs

24 09 2009
André Paravizo

Cara, cadê o barman?

24 09 2009
Guilherme Moura (Três Corações - MG)

Estou aqui, mas é só isso que eu tenho que fazer para responder? To mais perdido que cego em tiroteio. E eu não bebi nada heim!

25 09 2009
André Paravizo

Exatamente, Verme! Agora manda brasa! Hahaha!

27 11 2010
julia

Não, talvez ser mais gentil e comentar e estimular ou soh agradecer os visitantes do blog.

24 09 2009
Guilherme

Ei bar-man me vê um suco de laranja…Para dizer o que vou dizer é preciso estar isento do alcool:

A vida não faz sentido. Caminhamos no vazio em busca de significação. Por isso não contemos com o extaordinário, o extra-terrestre o metafísico. O jogo é jogado e apitado por nós mesmos.

Como é duro não acreditar em fadas e duendes!

25 09 2009
Guilherme Moura

Aliás, acreditar em fadas e duendes é muito mais fácil, não acha? Viver e justificar o mundo como ele é pelo que não compreendemos e sem tentar compreender é a maneira mais tranquila de dormir no fim do dia. Mas é muito bom tentar explicar coisas e situações aparentemente incompreensíveis. Dá um angústia bem interessante viu!!

6 10 2009
Suzana Jaíze

Ô Beira-Mar,
traz por favor uma xícara de café e senta aqui que eu quero te contar uma coisa.

Quero que saibas que existe um sentimento que eu não conhecia.
A tal da Saudade.
Foi preciso ficar a 2500 km de distância do ninho pra poder conhecer essa coisa.
É algo estranho que chega de repente e te incomoda, chega até doer.
Os olhos começam a lacrimejar e vários filmes passam na mente.
Então vc olha em volta e não reconhece seu próprio quarto, nem a cozinha do lugar onde vc se encontra.
Está tudo novo, tudo tão diferente, tudo tão…
Não há irmãos com quem brigar, nem gato pra acariciar, nem cachorro pra brincar.
Tudo, absolutamente tudo ficou pra trás.
Apenas Deus me acompanhou.
Aqui, nesse novo lugar, as coisas são bem diferentes. As pessoas são diferentes. Às vezes me encaixo, às vezes me sinto um peixinho fora d’água.
Choro calada, choro sozinha, não gosto de demonstrar fraqueza.
Não conto pra ninguém o que estou te contanto aqui. Só te falo isso porque não posso te ver. Nunca falei dessas coisas com ninguém aqui.
Não espero que me respondas algo, quero apenas ter a sensação de que alguém me ouviu.

Tenho muitas coisas pra te contar.
Falarei em breve, agora vou estudar!
Grande abraço e obrigada pelos ouvidos.

Ah, o café estava ótimo!

6 10 2009
Guilherme

Depois desse desabafo eu quero uma cerveja gelada, uma boa bossa e a cia da solidão…Sem mais nada a dizer….

18 12 2009
Nara

Eu queria beber todo dia. Pronto. falei

21 12 2009
Guilherme Moura

Acho que vou compartilhar desse seu comentário viu Nara.

21 03 2010
André Paravizo

A primeira rodada é por minha conta… Hahaha!

5 02 2010
Nanda

Eu queria beber todo dia mas beber só hoje já me bastaria!
Eu queria beber com meus amigos mas só de estar com eles hoje já seria mais legal…
Tão perto e tão longe… essa merda de cidade… essa porcaria de regime…
Vamo trabalhar antes que eu mande o resto tudo àquilo que pariu!

8 02 2010
Guilherme Moura

É, cerveja e amigos sempre é muito bom para relaxar e distrair a cabeça. Na falta deles, vai o trabalho mesmo…

20 03 2010
Guilherme

Eu quero um leite, convidei meu amigo Chapolin!

14 05 2010
Guilherme Moura

Me conte sobre o Chapolin meu caro. Quem é esse?

29 05 2010
Bonan

Como foi bom descobrí-los essa manhã. Não, não tem bar, tem apenas cama e solidão. A vida na contramão. A recusa de seguir em frente, quando a nostalgia do passado nos prende. Vou, mas vou de marcha ré.

7 09 2010
Lara

Quero o que tiver de mais forte, me vê uma dose quádrupla bem qualificada porque hoje é dia de bebechorar…
Hoje é dia da Independência e eu quero ficar livre, livre dos grilos e dos gritos, inclusive do grito do Ipiranga.
Hoje eu quero apenas uma pausa nos compassos destes comparsas da republica, viva a Dita Dura, pois esta Dita Mole que clamam de República não é moleza para os não-corruptos…
Obrigada pelos coles da mais fina bebida
Agora o porre é virtual… amanhã não é feriado nacional, o porre será real
E todos verão que não há independência há um país em apuros ou melhor asujos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: